terça-feira, 4 de junho de 2013

Depressão pode ser curada através da hipnose

Depressão pode ser curada através da hipnose; saiba como Sem o tratamento adequado, os sintomas podem durar anos 08/04/2013 às 08:45 Karina Borges A hipnose é uma opção de tratamento para a depressão Foto: William Silva / Mídia MS A depressão é uma doença que atinge cerca de 30% da população mundial. Ela afeta corpo, humor e pensamento, e não pode ser tratada por conta própria. Sem o tratamento adequado esses sintomas podem durar, semanas, meses ou ate mesmo anos. Segundo o Hipnoterapeuta Jorge Nahabedian, diretor-presidente do Instituto Jota de Hipnose, a depressão pode manifestar-se de diversas maneiras. Existem três tipos mais frequentes que podem variar conforme a gravidade, duração e sintomas. A forma mais grave afeta a capacidade de trabalhar, dormir, comer e realizar atividades consideradas agradáveis pela pessoa. Outro tipo, menos agravante, envolve sintomas crônicos e prolongados, que afetam sua capacidade de ação ou não permitem que você se sinta bem. Pessoas com distimia, um tipo de depressão crônica, podem apresentam depressão maior. Muitas pessoas confundem distúrbio bipolar com depressão, porém o distúrbio não é tão frequente quanto às outras formas de doenças depressivas. Ele caracteriza-se por ciclos de depressão e euforia ou mania, com oscilações de humor gradualmente. Conforme Jorge a mania, em geral, afeta o pensamento, o julgamento e o comportamento social, causando graves problemas e constrangimentos. “O distúrbio bipolar frequentemente é uma condição crônica recorrente”, diz o hipnoterapeuta. Para dar início ao tratamento da depressão, primeiro é preciso que o paciente passe por exames físicos e psicológicos para detectar se os sintomas são realmente de doença depressiva. Após o diagnostico, o tratamento é feito sempre com o uso de medicamentos que ajudam muito no processo, repondo substâncias responsáveis pela nossa felicidade. Os remédios podem ajudar a amenizar os sintomas, que também devem ser tratados com psicoterapias que ajudam a achar a causa da depressão, e assim permitem que o quadro seja resolvido sem que o paciente fique dependente da medicação. Ao descobrir e tratar o motivo causador da doença, algumas pessoas deixam de fazer mais o uso dos medicamentos. Porém, segundo o hipnoterapeuta, cada caso deve ser analisado junto ao médico, para que seja feita a analise sobre a viabilidade de abandonar o uso dos medicamentos. Jorge aconselha seus pacientes, que fazem o tratamento psicoterapêutico, a continuar com o tratamento médico convencional. Ele conta que é muito comum confundir depressão com tristeza. Há pacientes que chegam ao consultório afirmando que estão com depressão, mas a maioria das vezes é apenas algum sintoma de tristeza que pode ser resolvido com uma sessão de hipnose. O tratamento começa com uma conversa, depois são feitas as sessões onde a pessoa entra em transe e vai buscar no seu subconsciente fatos que aconteceram no passado e que hoje fazem com que essa pessoa tenha medos ou fobias, sem saber o motivo. A hipnoterapia usa a hipnose para buscar o principal motivo dentro do inconsciente de cada pessoa. Segundo Jorge, a hipnose busca a causa e trata de forma rápida e simples. O tratamento, em geral dura de quatro a seis sessões.

Balão Hipnótico: você faria para emagrecer?

Balão Hipnótico: você faria para emagrecer? Confira em quatro etapas, a série que o Jornal Mídia MS traz para você sobre o assunto 26/04/2013 às 14:15 Angélica Colman Jornalista se submete ao Balão Hipnótico no Instituto Jota Foto: Karina Borges / Mídia MS Uma nova técnica para quem busca emagrecer esta ganhando espaço em Campo Grande, sem uso de medicação, nem dietas malucas, o procedimento conhecido como Balão Hipnótico é um tratamento terapêutico sem cirurgia que ajuda a eliminar peso e reeducar a maneira de se alimentar. Segundo Jorge Nahabedian, o procedimento é minucioso e rastreia informações para conhecer crenças, hábitos, traumas e bloqueios da pessoa que procura a técnica. “Implantamos um balão imaginário no estômago e uma programação rica em detalhes para auxiliar na mudança de pensamentos e reeducação mental”, comenta Jorge. A ideia é trabalhar com o inconsciente, que é a parte mais sábia da mente das pessoas, e fazer com que elas possam compreender a importância de cuidar do seu corpo, de ter uma alimentação saudável e ao mesmo tempo, trazer fatos armazenados para o momento presente. “Esta integração das partes é que faz da técnica um sucesso nos participantes que realmente se comprometem”, explica Jorge. Sabendo de tudo isso, a redação do Jornal Mídia MS resolveu dar um pulinho até o consultório do Jorge e ver realmente como funciona esse procedimento. Jorge explicou que o procedimento dura 13 semanas e que para cada semana o individuo pode perder um quilo. No primeiro dia, 16 de abril, houve uma entrevista. Nela fui questionada sobre minha vida, como me alimentava, se era ansiosa, se fazia alguma atividade física, coisas básicas. Nesse tempo, que durou aproximadamente 30 minutos, Jorge anotou todas as informações, explicou como funcionava o procedimento e deixou claro, que era importante acreditar e principalmente não deixar de fazer exercícios físicos. Após esse tempo de conversa, marcamos a primeira sessão para o dia 17 de abril. Confesso que a ansiedade se abateu sobre mim, mas a curiosidade pela hipnose foi maior. Quando cheguei ao consultório, confesso que estava meio tremula, mas conforme fui conversando e Jorge explicando, como seria o procedimento, a forma de respiração, que as vezes eu poderia chorar ou até mesmo rir, fui ficando calma e assim, me aconcheguei naquela poltrona confortável. Apesar de tratar de uma sessão de hipnose, se engana quem acredita que o paciente entra em estado de transe ou perde o controle do que se passa ao seu redor. Ao contrario a sessão proporciona um ambiente agradável e relaxante. Assim na primeira sessão, aprendi a técnica de como respirar, depois assim, com uma música calma, e ambiente escuro, começou a hipnose. No procedimento que durou cerca de meia hora, “engoli” um balão, nesse balão foi “colocado” um liquido para que preenchesse 80% do meu estômago, assim faltando os 20% para ser preenchido diariamente. No restante da sessão, Jorge fez um passo a passo de como eu deveria agir nos meus dias, até que chegasse a próxima sessão. Segundo ele, no meu subconsciente ficaria gravado como eu tenho que agir nos próximos dias, assim fazendo com que eu perdesse peso. No caso, eu comeria menos doces, tomaria menos refrigerante, faria mais atividades físicas e sentiria menos fome. Após esse relaxamento, Jorge disse que eu voltaria na próxima semana e que para cada semana eu perderia um quilo. Saí do consultório pensando se tal procedimento daria certo, se perderia mesmo peso, se sentiria menos vontade de comer. Passado a semana percebi que quase não sentia fome, mas tinha certa ansiedade para comer. Abria geladeira, panelas, procurava de tudo, mas por incrível que pareça, não sentia fome. Tudo bem que na hora do almoço dava uma ‘fomezinha’, porém no restante do dia ficava ‘cheia’, como se tivesse comido uma vaca inteira. Percebi também que aquela minha vontade por querer comer doces passou, tá certo que eu não sou o tipo de pessoa que se mata se não comer pelo menos um chocolate por dia, mas pensa, você vê um bolo de chocolate com cobertura e não sentir a mínima vontade de comer?! Já foi um avanço. Pequenas coisas já me satisfaziam por completo, por exemplo, ficar um dia sem café da manhã e almoço, e lá por cinco da tarde comer algumas bolachas de água e sal e ficar satisfeita, é isso aconteceu também. Há pessoas que acreditaram quando eu disse que faria o procedimento, também houve aquelas que até ‘tiraram o sarro’ dizendo que eu deveria mesmo era fechar a boca e fazer atividades físicas. Voltei nesta quinta-feira (25) ao consultório do Jorge. Lá conversamos como foi minha semana. Expliquei tudo o que havia acontecido, então fomos para a segunda sessão da hipnose. Como eu havia comentado a minha ansiedade para comer, mesmo não tendo fome, a hipnose foi realizada para buscar no meu passado o que havia ocorrido para que eu fosse assim. Lembrei-me do meu ensino médio, da escola, da época em que não conhecia ninguém, que ficava sozinha, que buscava, ansiosamente, algo melhor e maior que aquilo ali. Foi ai que veio, talvez, a resposta para tanta ansiedade. Após o procedimento, fiquei mais leve com uma paz interior grande. Assim veio a melhor parte, perdi um quilo. Poderia até ter perdido mais. E sei que vou perder mais, como o próprio Jorge diz, temos que acreditar e tentar. Semana que vem começo (novamente) academia e terei mais uma sessão de hipnose. No próximo dia 31 de maio posto mais uma matéria dizendo como foi o mês, e como foi o procedimento, e prometo que no final dessas 13 sessões coloco qual foi meu peso inicial e final. Acompanhem! E se você se interessou pelo Balão Hipnótico, procure o Jorge Nahabedian no Instituto Jota - Hipnose e PNL, que fica localizado na Rua José Antonio 1788. Informações podem ser obtidas através dos telefones (67) 3325 6579 e 9271 8532.

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

domingo, 5 de agosto de 2012

segunda-feira, 7 de maio de 2012

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

quarta-feira, 23 de novembro de 2011